Plano de Controle Ambiental


1 - PLANO DE CONTROLE AMBIENTAL
 

1.1 - Introdução 

Este Plano de Controle Ambiental se aplica a todas as atividades executadas pela CONENGE MANUTENCAO E MONTAGEM INDUSTRIAL LTDA, na Área Interna da CONTRATANTE. Foi elaborado visando minimizar os impactos ambientais decorrentes. 

1.2 - Objetivo

Implantar uma sistemática para identificação, análise e tomada de providências, no sentido de minimizar os impactos ambientais, decorrentes das atividades realizadas. Tendo como aplicação a área do canteiro e preservação da área da contratante. 

1.3 – Requisitos Legais 

Objetivando estabelecer a identificação dos principais aspectos e impactos ambientais e respectivas ações de controle, relacionamos abaixo os principais riquíssimos aplicáveis, constituídos basicamente pela legislação ambiental federal e estadual. 

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL

NÚMERO

DATA

TÍTULO

CONAMA

1986

Padrão de qualidade do efluente e corpo receptor

D.N. COPAM 11

1986

Normas e padrões de poluentes na atmosfera

D.N. COPAM 10

1986

Normas e padrões para qualidade das águas e lançamento de efluentes nas coleções de águas

LEI N.º 9.605

1998

Lei de crimes ambientais

Cabe ao Coordenador dos contratos, com a participação do Técnico de Segurança, a responsabilidade de levantamento de aspectos e impactos analisando a significância dos que são associados às atividades da obra, procurando envolver os funcionários neste processo. 

Cabe ao Coordenador dos contratos e à supervisão, assessorado pelo Técnico de Segurança, a responsabilidade de verificar a forma de controlar os aspectos significativos, evitando a ocorrência de impactos.

1.4 - Desenvolvimento 

1.4.1 - Treinamentos Específicos 

      Importância da Preservação do Meio Ambiente 

Através do treinamento “Introdutório de Meio Ambiente", para todos os colaboradores, estará dado o passo inicial para despertar a mentalidade ambientalista. Pretende-se conduzir os colaboradores a refletirem sobre suas ações pessoais, frente ao meio ambiente, reconhecendo que também são responsáveis por ele, dentro e fora da Empresa; criando-se assim uma conscientização que leve a mudança de posturas. 

Neste treinamento serão abordados os seguintes tópicos; 

-          O Mundo Atual e o Meio Ambiente Modificado.

-          Política de Meio Ambiente da CONTRATANTE.

-          Poluição do ar, do solo, da água, visual e sonora. 

Sistema de Controle Ambiental da CONTRATANTE / CONENGE. 


Todos os colaboradores serão informados sobre o SGA da CONTRATANTE e o PCA da CONENGE MANUTENCAO E MONTAGEM INDUSTRIAL LTDA, quanto aos seus objetivos políticos, e ações que visam a prevenção de impactos adversos ao meio ambiente. Será exigido de todas as subempreiteiras o PCA específico de suas atividades. 

Durante o treinamento será também enfatizada a necessidade de manter o local de trabalho limpo e arrumado e a inclusão dos riscos ambientais na Análise Preliminar de Risco por atividade. 

·       Programa 5S 

Treinamento destinado também a todos os colaboradores, para reduzir o impacto visual, procurando melhorar as condições do local de trabalho e conservar as instalações em geral, instruindo – os sobre organização no trabalho, limpeza e arrumação, padronização de tarefas e racionalização no uso de diversos materiais.

·       Coleta Seletiva de Lixo 

Palestra a ser proferida em treinamentos específicos, para informar sobre as vantagens do recolhimento do lixo devidamente separado em recipientes adequados (identificados). O material reciclado evita desperdícios e proporciona economia de energia elétrica, de matérias – primas e redução de espaços. 

1.4.2 - Campanhas de Conscientização 

·       Campanha do Meio Ambiente 

-       Reunião de segurança para repasse dos assuntos relativos ao meio ambiente, que deverão ser tratados através do Diálogo Diário de Segurança. Entre esses assuntos, incluir: arrumação, limpeza, riscos ambientais gerados na execução de tarefas, coleta seletiva do lixo, destinação dos resíduos. 

1.4.3 - Ações para Controle das Emissões para a Atmosfera 

-          Proibir o uso de extintores de incêndio tipo Halon, de forma a contribuir para a preservação da camada de ozônio; 

-          Instruir os soldadores / ajudantes para evitar o vazamento de gás acetileno, através de inspeções nos cilindros e mangueiras e solicitar de imediato as providências necessárias; 

-          Promover a campanha de conscientização contra o tabagismo para reduzir o número de fumantes e assim a emissão de gases tóxicos emanados do cigarro, como o monóxido de carbono etc; 

-          Definir área específica para depósito de inflamáveis e execução dos serviços de manutenção; 

-          Recolher de imediato todo óleo, graxa, solventes derramado; 

-          Nos serviços de limpeza (varrer), estudar a possibilidade de se utilizar água para reduzir ou eliminar a emissão de poeira. 

-          Sempre que possível realizar serviços de solda / corte segregando a operação no tempo e espaço, para reduzir o número de pessoas expostas, ou executá-los fora do galpão, de modo a reduzir a poluição interna gerada pela emissão de fumos metálicos (chumbo), gases nitrosos, fosgênio e etc.;

-          Proibir a queima de lixo no local de trabalho; 

-          Preferir pintura a pincel ao invés de pistolas, para reduzir a emissão de vapores orgânicos (chumbo); 

-          Utilizar solventes somente em locais ventilados; 

-          Manter depósito específico para gases e inflamáveis líquidos, construído de acordo com as normas de segurança e distantes de áreas de vivência/ locais de circulação de pessoal; 

1.4.4 - Ações para Controle de Descarga na Água 

-          Evitar o uso de detergentes, produtos de limpeza e conservação, que não sejam biodegradáveis, mas com reduzido poder poluente. Preferencialmente, adquiri-los em embalagens recicláveis;

 

-   Evitar vazamentos de óleos e graxas durante a realização de serviços, prevendo acidentes com   tubulações, tanques e outros  dispositivos para armazenamento, fazendo constar nas análises de riscos as Normas de Segurança e as recomendações necessárias. 

1.4.5 - Ações para Controle / Disposição de Resíduos 

-          Resíduos sólidos que compõem o lixo serão dispostos seletivamente em recipientes adequados, devidamente identificados, conforme padrão mundial, para serem reciclados. 

-          Resíduos sólidos de maior volume provenientes de sucata deverão ser acondicionados separadamente em caçambas e enviados para o “Hipermercado da Sucata”. 

-          Proibição de se reutilizar embalagens de produtos tóxicos, inflamáveis, corrosivos e ácidos; 

-          Dispor os materiais com arestas cortantes ou perfurantes em bombonas de plástico ou embalagens resistentes às suas ações;

1.4.6 - Ações para Preservação / Subst. Recursos Naturais não Renováveis 

-          Preferir os fornecedores que possuam licença para extração da matéria prima, expedida por órgãos competentes, para evitar acidentes; 

-          Reduzir o consumo de materiais não renováveis, ao mínimo, indispensável a realização dos trabalhos. 

1.4.7 - Ações para Minimização de Ruídos, Odores e Impactos Visuais 

·           Ruídos 

-          Diminuir o volume da campainha do telefone, regulando o botão localizado na parte inferior do aparelho, tornando-o menos irritante; 

-          Solicitar aos proprietários de veículos leves e pesados a revisão destes, sistematicamente (manutenção), mantendo-os em boas condições para reduzir a poluição sonora; 

-          Solicitar ainda que estes restrinjam o uso da buzina aos casos de emergências; 
 

·          Odores 

-          Nos banheiros e vestiários, manter correto abastecimento de água, zelador para garantir a higiene e limpeza e colocar cestos de lixo; 

-          Manter em funcionamento o sistema de descarga dos sanitários e mictórios; 

-          Não acumular uniformes e botinas já usadas, no almoxarifado.  Providenciar para que sejam lavados e devidamente higienizados para  posterior uso; 

-          Manter redes de esgotos desimpedidas em boas condições de funcionamento / escoamento; 

-          Orientar os colaboradores sobre higiene pessoal.
 

·           Impactos Visuais 

-          Inspecionar as instalações em geral e proceder aos reparos necessários tais como: reboco, pintura, portas, etc.; 

-          Manter quadro para fixação de avisos e cartazes; 

-          Adequar o ambiente de trabalho mantendo a segurança, arrumação e limpeza das vias de acesso e circulação de pessoal; 

-          Conscientizar as equipes para manter a organização e limpeza das frentes de serviços diariamente, através do armazenamento racional dos materiais utilizados. 

-          Acessos e áreas de circulação desobstruídas, retirando as sucatas, de forma contínua, evitando o acúmulo; 

-          Constituem o lixo orgânico: restos de cozinha (cascas de frutas, legumes, alimentos em geral, papel higiênico, guardanapos, tocos de cigarro, absorventes, pó de limpeza de escritório etc.). 

-          Evitar a quebra de vasilhas de vidro, plástico ou lata, porque impede a sua reciclagem, além disto, pedaços levados ao lixo definitivamente, levam de três meses a quinhentos anos para degradar. 

2 – CONCLUSÃO 

O presente trabalho contém 06 páginas e servirá como diretriz para a execução das atividades da CONENGE MANUTENÇÃO E MONTAGEM INDUSTRIAL LTDA na área interna da CONTRATANTE, visando minimizar / eliminar os impactos ambientais decorrentes das atividades. Não pretendendo esgotar o assunto, mas servindo como ponto de partida para a preservação do Meio Ambiente.